O pole entrou na minha vida quando eu procurava algo diferente de tudo que já havia praticado. Isso há aproximadamente 7 anos, e desde então o amor por esse esporte só aumenta. Com o pole aprendi a me conhecer melhor, como mulher, meus limites e minha sensualidade, aprendi a me soltar mais e ser menos tímida, aprendi a me admirar mais, melhorei minha auto estima e aprendi a me amar muito mais, sem falar nas amizades maravilhosas que ganhei.

O pole é um eterno desafio, sempre tem um move novo que você quer aprender, sempre tem algo que você quer melhorar, sempre tem aquela amiga para te apoiar. E a equipe de professoras do studio, para mim em especial a Elo, são mulheres incríveis que buscam o melhor de cada aluna, mas respeitam seus limites, suas individualidades, mostram que o pole é para todas. Acho que o clima entre as alunas é acolhedor, uma sempre motivando a outra, torcendo pela outra.

Para o pole não tem corpo ideal ou padrão a ser seguido, tem você, sua barra, sua professora, suas colegas, e sua vontade de se superar a cada dia, de buscar seu melhor.

É um esporte e uma arte que cresce a cada dia, enfrentando ainda muito preconceito, mas estamos unidas para enfrentar isso juntas, mostrando que vale a pena se soltar, dançar, se envolver, se superar, ser sensual , ser atleta, ser o que você quiser, se conhecer, se sentir.

– Tathiane Medeiros